Estado de Nova York anuncia nova rede de ajuda legal a imigrantes

(Arquivo) Foto tirada em 8 de novembro de 2016 mostra o governador de Nova York, Andrew Cuomo, em Nova York

O governador de Nova York anunciou nesta sexta-feira a primeira iniciativa público-privada dos Estados Unidos para fornecer ajuda legal a imigrantes, enquanto o governo de Donald Trump se prepara para acelerar as deportações.

O "Liberty Defense Project" foi criado em resposta aos "imigrantes ameaçados pelas recentes mudanças nas políticas migratórias", já que as ONGs especializadas no tema estão lotadas, disse o governador democrata Andrew Cuomo.

O estado de Nova York desembolsará mais de um milhão de dólares para apoiar imigrantes, inclusive os que estiverem em situação ilegal, por meio de uma rede de advogados que doam seus honorários, estudantes de Direito e profissionais legais.

A iniciativa é uma colaboração entre o estado de Nova York, duas organizações filantrópicas - a Fundação Ford e a Corporação Carnegie - e uma coalizão estadual de 182 organizações de defesa dos imigrantes, assim como 14 faculdades de Direito, 21 escritórios de advocacia e outras entidades legais.

Mais de 200 advogados e assistentes legais doarão seu tempo e viajarão pelo estado para ajudar os imigrantes.

"Nova York é um farol de esperança e uma oportunidade para todos, e os imigrantes sempre fizeram parte do tecido deste grande estado", disse Cuomo.

"Durante estes tempos obscuros, é fundamental que todos os nova-iorquinos tenham acesso aos direitos completos outorgadas por lei", acrescentou.

A ONG de defesa dos imigrantes "Make the Road New York" comemorou a iniciativa, mas disse que o financiamento estadual é insuficiente.

"Estamos profundamente preocupados" e "dissemos ao governador que são necessários 19,1 milhões de dólares para fornecer serviços legais adequados", declarou Javier Valdés, diretor do "Make the Road New York".

"Até o anúncio de hoje, o estado havia se comprometido com exatamente nada", recordou Valdés.