Estados Unidos anunciam que vão flexibilizar entrada de viajantes vacinados

·2 minuto de leitura
US President Joe Biden arrives at Dover Air Force Base in Delaware on September 17, 2021. - President Biden travels to Rehoboth Beach, Delaware, where he will remain over the weekend. (Photo by ALEX EDELMAN / AFP) (Photo by ALEX EDELMAN/AFP via Getty Images)
Anúncio de flexibilização de entrada de viajantes foi feito nesta segunda-feira (20) pelo governo norte-americano (Foto: ALEX EDELMAN/AFP via Getty Images)
  • EUA vão flexibilizar entrada de viajantes vacinados contra a covid-19

  • Nova medida começa a valer a partir do mês de novembro

  • Comunicado da Casa Branca não cita restrição de nenhum tipo de vacina

O governo dos Estados Unidos anunciou que vai flexibilizar a entrada de viajantes a partir de novembro. Para que estrangeiros possam entrar no país, eles devem estar vacinados. Além disso, será necessário apresentar um teste PCR feito um dia antes do embarque e fazer um novo exame ao entrar no país.

No comunicado, não há menção à restrição a nenhum tipo de vacina. Todas as vacinas que são aplicadas no Brasil contra a covid-19 são aprovadas pela Organização Mundial da Saúde.

Leia também:

Até o momento, para entrar nos Estados Unidos, viajantes do Brasil devem passar por um período de quarentena em países fora da “lista vermelha”, como o México.

O anúncio sobre a flexibilização da entrada de estrangeiros foi feito nesta segunda-feira (20) pelo coordenador de pandemia da Casa Branca, Jeff Zients. “Viagens internacionais são críticas para conectar famílias e amigos, para fomentar pequenos e grandes negócios, para promover a troca de ideias e de cultura”, justificou.

“Por isso, com a ciência e a saúde pública como nossos guias, nós desenvolvemos um novo sistema de viagens aéreas internacionais que garantem tanto a segurança dos americanos aqui em casa quanto a dos viajantes internacionais”, declarou Zients.

Segundo o jornal The New York Times, o governo norte-americano vai pedir que as companhias aéreas registrem os números de telefones e e-mails de todos os viajantes, para que autoridades possam entrar em contato com os viajantes, caso seja necessário.

Outros países já aceitam pessoas vacinadas

Desde o último domingo, a Alemanha passou a aceitar viajantes internacionais vacinados com qualquer imunizante, além de pessoas que apresentem o PCR negativo, sem necessidade de quarentena.

A Itália também permite entrada de brasileiros, enquanto a França pede que os viajantes estejam vacinados com as vacinas reconhecidas pela União Europeia (AstraZeneca, Pfizer, Janssen e Moderna).

O Chile, por sua vez, permite a entrada de estrangeiros vacinados, mas também é necessário fazer uma quarentena de cinco dias ao chegar ao país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos