Governo de Tanzânia expulsa diretora do PNUD no país

Dar es Salaam, 25 abr (EFE).- O governo de Tanzânia anunciou nesta terça-feira a expulsão do país da diretora nacional do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) alegando motivos trabalhistas.

Em um comunicado, o Ministério de Relações Exteriores informou sobre esta decisão, pela qual Awa Dabo, de nacionalidade gambiana, tem que deixar o país africano pois sua relação com alguns funcionários é "tensa" e afetou o trabalho da organização.

Além disso, o Ministério das Relações Exteriores tanzaniano lembrou que a agência da ONU tem que trabalhar com o governo para alcançar suas metas de desenvolvimento neste país do leste da África.

Por enquanto, o PNUD não se pronunciou sobre esta decisão governamental.

O governo tanzaniano é liderado desde outubro de 2015 por John Magufuli, que ganhou as eleições presidenciais com 58% dos votos em um pleito no qual a oposição denunciou irregularidades durante a recontagem dos votos. EFE