Estandarte de Ouro: Selminha Sorriso e Lucinha Nobre, duas veteranas que colecionam prêmios e seguem no jogo

·1 min de leitura

A história do Estandarte de Ouro não pode ser contada sem a presença de duas mulheres fortes: Lucinha Nobre e Selminha Sorriso, porta-bandeiras superpremiadas. Lucinha, da Portela, está a apenas um estandarte atrás de Selminha, da Beija-Flor, que acumula seis, sendo a maior recordista viva da premiação junto com Claudinho, mestre-sala e seu parceiro na Avenida.

Entre as duas não existe rixa. Elas brincam com as estatísticas, sem deixar de sonhar com mais um ouro. O último de Selminha foi em 2009; já Lucinha, que tem quatro prêmios como porta-bandeira e um de revelação, não ganha desde 2007, quando defendeu o pavilhão da Unidos da Tijuca.

— Estandarte é o Oscar do samba, e eu reclamo que só tenho cinco. Brincadeira! — ri Lucinha, de 46 anos, revelando uma superstição. — O estandarte só vem quando você não imagina.

Lucinha ganhou o primeiro aos 13 anos, em 1989, pela Mocidade, como revelação.

— Foi na minha estreia como segunda porta-bandeira. Por causa do estandarte, recebi convites para outras escolas e comecei a ter salário. Já em 1993, ganhei como melhor porta-bandeira (pela Mocidade) — diz ela. — Eu, basicamente, vivo hoje de carnaval.

Histórico: Carlinhos Pandeiro de Ouro, destaque masculino na 1ª edição do Estandarte, influenciou gerações

Selminha, que este ano faz 52 anos, sendo 34 dedicados à dança, mantém a mesma forma física de outros carnavais. Da mesma geração que Lucinha, ela lembra do seu primeiro estandarte: foi em 1992, pela campeã Estácio de Sá.

— Ainda não tinha maturidade para a grandiosidade do prêmio, que me abriu muitas portas. Ele ratificou que aquela menina desconhecida era uma promessa que se tornaria realidade — diz ela, acreditando em mais Estandartes na estante. — Continuo jogando.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos