Estes são alimentos que você nunca deve dar ao seu cachorro

É praticamente impossível resistir ao olhar “pidão” dos cachorros quando estamos saboreando determinadas delícias – pizzas, salgadinhos, pipoca —, não é verdade? A tentação de jogar um pedacinho para os nossos fiéis amigos, no entanto, pode fazer um tremendo mal a eles.

Há uma lista de alimentos que é extremamente prejudicial à saúde do cachorro e, em determinados casos, pode até levar os pets à morte.

Para evitar isso, basta ficar atento à lista que preparamos com o auxílio de profissionais especializados (veterinários e funcionários de casas de ração) para que seu pet possa continuar tendo uma vida saudável e com menos riscos.

Alguns itens da relação vão te surpreender, pois, aparentemente, são inofensivos e até indicados por alguns profissionais que desconhecem o perigo que podem causar.

Leite

Leite não é recomendado para cães. (Photo: cmannphoto via Getty Images)
Leite não é recomendado para cães. (Photo: cmannphoto via Getty Images)

O leite pode ser prejudicial ao seu cachorro. Apesar de ser mamífero e, por conta disso, ingerir leite materno até os 45 dias de idade, alguns cachorros, como os humanos, são intolerantes à lactose. Para evitar vômitos, diarreias e outros problemas que podem colocar a vida do animal em risco, o mais acertado a fazer é cortar o leite da dieta assim que ele for “desmamado”.

Queijo

Por sua base láctea, o queijo também é desaconselhável para cachorros. (Photo: igorr1 via Getty Images)
Por sua base láctea, o queijo também é desaconselhável para cachorros. (Photo: igorr1 via Getty Images)

Já que leite faz mal, queijo também é proibido para o cachorro, pois sua base é láctea. O queijo também contém açúcar e componentes gordurosos que as enzimas dos cães não têm como processar adequadamente.

A ingestão de qualquer tipo de queijo pelos cachorros, até mesmo aquele derretidinho delicioso que está na pizza que ele tanto cobiça, pode causar um tremendo mal-estar no animal.

Açúcar

Doces não devem ser oferecidos a seu mascote. (Photo: monkeybusinessimages via Getty Images)
Doces não devem ser oferecidos a seu mascote. (Photo: monkeybusinessimages via Getty Images)

Problemas nos dentes, diabetes e ganho de peso. Os mesmos efeitos que o consumo excessivo de açúcar pode causar no organismo humano têm um impacto muito maior em um cão. Os doces que, teoricamente, são sem açúcar também devem ser evitados, pois contêm xilitol, substância extremamente danosa ao fígado do cachorro.

Chocolate

Love HuffPost? Become a founding member of HuffPost Plus today.

O chocolate é perigoso para os caninos. (Photo: Quasarphoto via Getty Images)
O chocolate é perigoso para os caninos. (Photo: Quasarphoto via Getty Images)

Chocolate é um dos alimentos mais nocivos aos cachorros. Além de conter açúcar, o chocolate tem um componente chamado teobromina, que não consegue ser metabolizado pelo organismo do animal e, por conta disso, pode acabar causando envenenamento.

Álcool

Há casos de pessoas que, por “curtição” ou desconhecimento, postam em redes sociais fotos de seu cachorro tomando cerveja ou champanhe na cumbuca que é normalmente destinada para a água. O álcool, no entanto, é um veneno para os cães e muito mais danoso ao organismo do que aos humanos. Além da perda de coordenação e da depressão do sistema nervoso central, causa dificuldades respiratórias, tremores e pode levar à morte.

Café

Café pode causar convulsões, vômitos e até a morte do cachorro. (Photo: Photoboyko via Getty Images)
Café pode causar convulsões, vômitos e até a morte do cachorro. (Photo: Photoboyko via Getty Images)

Essa é uma bebida quase tão improvável quanto o álcool para se dar a um cão, mas sempre vale o alerta. A cafeína tem, entre os componentes, um estimulante chamado xantina, que estimula o sistema nervoso dos cães e pode provocar convulsões, vômitos e até a morte.

Alho e cebola

Cebola e alho irritam o aparelho digestivo canino. (Photo: artisteer via Getty Images)
Cebola e alho irritam o aparelho digestivo canino. (Photo: artisteer via Getty Images)

As cebolas são bastante tóxicas e, assim como o alho, causam irritações no estômago e no intestino do cachorro. O consumo excessivo de ambos pode causar uma doença chamada anemia hemolítica, danosa às células vermelhas do sangue dos cachorros. Cuidado na hora de dar as sobras de comida para ele — se você estiver acostumado a fazer isso.

Abacate

Tutores não devem dar abacate para os cachorros. (Photo: Olesia Valentain / EyeEm via Getty Images)
Tutores não devem dar abacate para os cachorros. (Photo: Olesia Valentain / EyeEm via Getty Images)

A lenda de que “fruta faz bem para todo mundo” não se aplica aos cachorros quando o alimento em questão é o abacate. Rico em nutrientes e benéfico para a saúde humana, o abacate contém uma toxina conhecida como Persin, que causa problemas digestivos nos animais. A substância também está presente na casca do abacaxi.

Caqui, pêssego e ameixa

Mais algumas frutas terminantemente proibidas se você preza pelo bem-estar do seu cachorro. Caqui, pêssego e ameixa têm uma característica em comum: Podem causar inflamação ou obstrução do intestino delgado. O problema, se não for diagnosticado a tempo, também pode levar o animal a óbito.

Nozes e uvas passas

Nozes devem ser evitadas para os pets. (Photo: yacobchuk via Getty Images)
Nozes devem ser evitadas para os pets. (Photo: yacobchuk via Getty Images)

Tradicionais petiscos natalinos, as nozes e as uvas passas são venenosas para os cachorros. Enquanto as nozes podem causar vômito, tremor e hipotermia nos cães, as uvas passas são um passo para uma crise renal no animal.

Bacon

Gordura do bacon pode causar pancreatite no cachorro. (Photo: Perry McKenna Photography via Getty Images)
Gordura do bacon pode causar pancreatite no cachorro. (Photo: Perry McKenna Photography via Getty Images)

O aroma é delicioso e o cheiro, irresistível. Mas as propriedades do bacon, que já não são lá muito nutritivas para os seres humanos, são catastróficas quando ingeridas por um cachorro. Comidas ricas em gordura, como o bacon, podem causar pancreatite (inflamação no pâncreas) do cãozinho, o que dará a ele uma série de problemas na digestão e na absorção de nutrientes.

Ossos

Alguns tipos de ossos não são recomendados para cachorros. (Photo: anniepaddington via Getty Images)
Alguns tipos de ossos não são recomendados para cachorros. (Photo: anniepaddington via Getty Images)

O último item da lista é, sem dúvida, o mais surpreendente. Alguns tipos de ossos são extremamente perigosos para os cachorros. O principal deles é o osso encontrado no frango (ou na galinha). Como quebra com imensa facilidade, ele pode perfurar o intestino dos cachorros ou causar sufocamento. Fique atento.

LEIA MAIS:

Macaquinho hiperativo não deixa gato descansar (VÍDEO)

Como os gatos sobrevivem a quedas altas?

As 9 melhores raças de cachorro para crianças

This article originally appeared on HuffPost.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos