'Estou indo': Montenegro revela os bastidores do acerto do Botafogo com Yaya Touré

Bruno Marinho
Yaya Touré acertou com o Botafogo

Ricardo Rotenberg entrou em contato com Yaya Touré e seus representantes na terça-feira. Diante da demora de uma resposta a respeito da proposta do Botafogo para contratá-lo, foi gentil, mas firme: disse que, da parte do clube alvinegro, as conversas estavam encerradas.

Uma hora depois, chegou a mensagem de Whatsapp no telefone celular do membro do grupo gestor do futebol: "Estou indo", escreveu o jogador da Costa do Marfim. Rotenberg já havia comunicado os torcedores via Twitter do encerramento momentâneo das negociações. Foi então que entrou novamente na rede social para pedir que os torcedores mandassem "mensagens boas" para o jogador e sua esposa. O jogo não terminado, muito pelo contrário.

Carlos Augusto Montenegro, que participou da negociação, segundo ele, a mais imprevisível de sua vida dentro do futebol, abre o jogo sobre o acerto com o astro. A expectativa do Alvinegro é receber a qualquer momento a assinatura dos termos do contrato, o que ainda não é o contrato propriamente dito.

- Ele terá de vir para o Rio, se encontrar com o presidente, para assinar o contrato. Esperamos que a torcida do Botafogo o receba bem, em uma quantidade razoável no aeroporto - afirmou, com bom humor: - Depois vamos tratar do visto do trabalho e ele voltará para a Inglaterra, para cuidar da mudança. Ele vem para a disputa do Campeonato Brasileiro.

O contrato a ser assinado será de dois anos e meio, com a possibilidade, caso uma das partes queira, que seja rescindido no meio do caminho. Com Honda e Yaya Touré no meio de campo do Alvinegro, Montenegro acredita que o Botafogo ficará em "outro patamar" para as competições que terão pela frente.

Depois de avisar Rotenberg que acertaria, Yaya Touré já passou a chamá-lo de "chefe" nas conversas. Os contatos seguiram diariamente até esta sexta-feira, quando o jogador e seus dois empresários se comprometeram a enviar o documento assinado. O membro do grupo gestor destacou os dois personagens que considerou fundamentais para o final feliz da novela.

- O Rotenberg, ao encerrar as negociações, foi muito feliz. Acho que o jogador estava curtindo aquela novela, aquele suspense. Tanto na vinda do Honda quanto na vinda do Yaya, ele foi muito bem. E como tomou gosto pelo Twitter, fez a negociação toda online. Isso gerou uma expectativa muito grande em todos. Outro que ajudou muito foi o Fernandinho. Os dois são amigos dos tempos de Manchester City. O Yaya queria saber se ainda teria propostas da Europa. O que chegou para ele foram ofertas do Mundo Árabe e outra do Paraguai, além do Botafogo. E foi o Fernandinho que falou para ele que, diante do que ele tinha em mãos, não precisava nem pensar duas vezes. Fernandinho disse ao Yaya que o Botafogo é o clube que mais cedeu jogadores à seleção brasileira.

Montenegro nem ninguém do Botafogo esperava que o vídeo que o clube já havia produzido para anunciar a contratação do astro africano vazasse antes da hora. O dirigente lamentou o caso, mas afirmou que outra novidade pode aparecer para o anúncio oficial do clube.