"Estratégia para vender assinatura": usuários reclamam de anúncios de Bolsonaro

Partido Liberal está veiculando anúncios de Bolsonaro (Getty Image)
Partido Liberal está veiculando anúncios de Bolsonaro (Getty Image)
  • Eleitores estão reclamando nas redes sociais de vídeos de Bolsonaro;

  • Partido Liberal já gastou R$ 127 mil em peças publicitárias;

  • Campanha tem como público alvo mulheres, religiosos e sertanejos.

Você decide tirar um tempinho para ver um vídeo engraçado no YouTube e esquecer um pouco dos problemas. Ao dar play em qualquer produção, logo se depara com o rosto do presidente. No conteúdo seguinte, a mesma coisa. Mais uma vez. E de novo.

Essa foi a saga de quem tentou utilizar a plataforma nos últimos dias. E não é para menos. O PL (Partido Liberal) começou a veicular propagandas sobre Jair Bolsonaro neste sábado. E, nos anúncios, a sigla gastou R$ 127 mil.

A plataforma Campanhas políticas do Google Brasil apontou que o partido impulsionou vídeos de 6,15 e 30 segundos, com a frase: “Não pule este vídeo, é pelo bem do Brasil“.

Nas redes sociais, eleitores reclamaram dos anúncios feitos na plataforma. "Isso é estratégia do Google pra vender assinatura do YouTube premium", brincou um internauta. "Anúncio do Bolsonaro no YouTube e não dá pra pular que tortura psicológica é essa", comentou outro perfil.

Produtores de conteúdo que não concordam com a veiculação da propaganda política começaram a divulgar maneiras de restringir anúncios do Partido Liberal, evitando que o vídeo do presidente seja exibido antes dos conteúdos dos canais.

O público alvo das peças publicitária são mulheres, religiosos e sertanejos. Os estados que mais foram atingidos pela campanha foram Estados Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Vale lembrar que o Google permite que quem veicula publicidades políticas nas plataformas possam segmentar as mensagens por localização geográfica, idade e gênero e opções de segmentação contextual, como posicionamento do anúncio, temas e palavras-chave em sites.

Veja o que as pessoas estão falando sobre o assunto

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos