Estreantes: escolas comemoram primeira participação no Intercolegial

O Intercolegial já coleciona 40 anos de história, mas algumas escolas estão vivendo as emoções do evento pela primeira vez em 2022. É o caso do Centro Educacional Rodrigues Silva (Ceros), instituição de Ramos estreante na competição que tem realização do GLOBO e apresentação do Sesc RJ.

O projeto esportivo da escola foi criado no ano passado, e o coordenador Paulo Monteiro também é estreante por trás do desenvolvimento de uma equipe para competições.

— A decisão de entrar no Intercolegial é porque acreditamos e queremos colocar nossos alunos nos melhores projetos e lugares do Rio de Janeiro. Por sermos uma escola do Complexo do Alemão, muitas oportunidades da vida dos alunos são tiradas só pelo fato deles viverem na comunidade. É importante a escola trabalhar para mudar isso e vemos o esporte como uma dessas portas que precisam ser abertas para o futuro dos alunos — afirma ele, que trabalha na escola há quatro anos.

Desta vez, o CEROS optou por se inscrever no futsal masculino Sub-15 e em todas as categorias do xadrez, e Paulo explica o motivo por trás da escolha:

— O Futsal, por ser um esporte popular ganhou frente na iniciação do projeto, e o xadrez por ser um esporte já inserido em nossa grade curricular há alguns anos. Acredito que teremos oportunidades de vencer alguma categoria do Xadrez, nossos alunos já tem a prática semanal do esporte e temos muitos talentos.

Apesar de ter sofrido um revés na estreia do futsal, o colégio venceu o prêmio de terceira melhor torcida no desfile de abertura do Intercolegial. O CEROS surpreendeu com a festa nas arquibancadas da Arena Carioca 1 e foi um dos destaques do dia. Emerson Callado já conhece o Intercolegial de longa data, mas nesta edição estreia em um novo desafio. Ele é atualmente treinador de handebol masculino e feminino do Centro Educacional Paes Barreto, escola de Duque de Caxias.

O treinador já foi bicampeão de handebol como atleta pelo Colégio Santa Mônica e treinou equipes do Instituto Loide Martha por quatro anos. Ele comenta a importância da entrada de sua nova escola na competição pela primeira vez.

— Com a participação no Intercolegial, aumenta nosso calendário de competições e requer um grau maior de comprometimento e envolvimento com todos os segmentos da escola, isto trará ganhos futuros em engajamento da comunidade escolar e resultados esportivos.

No último final de semana, o apito do juiz marcou o início das competições esportivas do Inter. A temporada foi aberta pela primeira rodada do futsal, que teve nove jogos disputados na Vila Olímpica Nilton Santos, na Ilha do Governador a equipe da casa, do colégio Nelson Prudêncio, goleou a Rede Daltro por 6 a 3 na disputa. Estreante do dia, o CEROS foi derrotado por 7 a 3 pelo tradicional time do GEO Juan Samaranch. Na mesma categoria, o João Paulo I ganhou por 4 a 0 do Mercúrio, e o Souza Motta venceu por 4 a 1 o Notre Dame.

Já nas disputas do sub-18 masculino, o Brigadeiro Newton Braga aplicou 5 a 2 no Signorelli. A partida entre Daltro e Notre Dame ficou empatada e a decisão foi para os pênaltis, com vitória do Daltro pelo placar de 8 a 7 após 17 cobranças. O Triângulo derrotou por 3 a 0 o CEL e o Percepção venceu de virada o Colégio Estadual José Veríssimo por 2 a 1. O colégio público de Magé voltou para a quadra, desta vez com as meninas da categoria sub-18 feminina e perdeu para o Odete São Paio por 3 a 1.

As competições do futsal seguem neste final de semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos