Estreias no cinema: 'Decisão de partir' ‘Segredos de guerra’, 'Gato de Botas' e mais

Cinco produções estreiam nas telonas nesta quinta-feira, incluindo o premiado longa sul-coreano "Decisão de partir" e a animação "Gato de Botas 2 — O último pedido", com o personagem felino da saga "Shrek". Confira a lista completa.

'Decisão de partir'

Vencedor do prêmio de direção em Cannes, o longa de Park Chan-woo ("Old boy" e "A criada") apresenta uma trama policial cheia de reviravoltas embalada por um caso de amor. A história segue um detetive coreano que investiga morte de um executivo, envolvida em suspeitas, e acaba obcecado pela viúva do morto.

'Emily'

O filme que marca a estreia da atriz Frances O’Connor na direção e no roteiro mostra como a aclamada escritora britânica Emily Brontë, autora do clássico "O morro dos ventos uivantes", autora antecipou temas feministas e a busca da mulher por identidade. Emma Mackey ("Sex Education") estrela o papel principal.

‘Gato de Botas 2 — O último pedido’

O gatinho fora da lei da franquia “Shrek” volta às telonas 11 anos após o lançamento do primeiro filme dedicado ao personagem. Na sequência, comandada por Joel Crawford, o aventureiro se aposenta quando descobre que está na última de suas vidas felinas e, para tentar recuperá-las, embarca numa jornada atrás de uma estrela que concede desejos enquanto dribla bandidos que estão à sua procura.

‘Segredos de guerra’

Baseado no livro autobiográfico “A tale about Roman”, de Sergey Fetisov, o drama dirigido e co-escrito por Peeter Rebane conta a história do romance proibido,durante a Guerra Fria, de um soldado soviético (Tom Prior, que também assina o roteiro) que se apaixona por um piloto de caça enquanto mantém um relacionamento com uma mulher.

‘Nossa Senhora do Nilo’

Premiado no Festival de Berlim de 2020 com o Urso de Cristal, o longa do diretor afegão Atiq Rahimi se baseia no livro homônimo da escritora tutsi Scholastique Mukasonga. O filme apresenta um internato católico que prepara moças da elite de Ruanda nos anos 1970, em meio a conflitos étnicos que dariam lugar a massacres genocidas no país 20 anos depois.