Estreito de Taiwan é via marítima internacional, diz Taipé, em repúdio à China

Navios de guerra dos Estados Unidos passam pelo Estreito de Taiwan

TAIPÉ (Reuters) - O Estreito de Taiwan é uma via navegável internacional e o governo de Taiwan apoia navios de guerra dos Estados Unidos em trânsito, disse o Ministério das Relações Exteriores taiwanês nesta terça-feira, rejeitando reivindicações da China de exercer soberania sobre a passagem estratégica.

O estreito tem sido uma fonte frequente de tensão militar desde que o governo derrotado da República da China fugiu para Taiwan em 1949, depois de perder uma guerra civil com os comunistas, que estabeleceram a República Popular da China.

Nos últimos anos, navios de guerra dos EUA e, ocasionalmente, de nações aliadas como Reino Unido e Canadá, navegam pelo estreito, atraindo a ira de Pequim.

Na segunda-feira, o Ministério das Relações Exteriores da China disse que o país "tem soberania, direitos soberanos e jurisdição sobre o Estreito de Taiwan".

"É uma afirmação falsa quando certos países chamam o Estreito de Taiwan de 'águas internacionais' para encontrar um pretexto para manipular questões relacionadas a Taiwan e ameaçar a soberania e a segurança da China", disse Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China.

Em Taipé, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Taiwan, Joanne Ou, afirmou que tais comentários eram uma "falácia".

"O Estreito de Taiwan são águas internacionais, e as águas fora de nossas águas territoriais estão sujeitas ao princípio da 'liberdade do alto mar' do direito internacional", disse ela a repórteres.

O governo de Taiwan diz que a China não tem o direito de falar por ele ou reivindicar soberania, dizendo que apenas o povo de Taiwan pode decidir seu próprio futuro e a República Popular da China nunca controlou nenhuma parte da ilha.

(Reportagem de Ben Blanchard)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos