Estrela chinesa do tênis, Peng Shuai acusa político de abuso sexual

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A tenista chinesa Peng Shuai, de 35 anos, acusou de assédio o político Zhang Gaoli, 75, vice primeiro-ministro chinês entre 2012 e 2017. A denúncia teria sido feita pela tenista nesta terça-feira, 2 de novembro, em uma postagem na rede social Weibo e, logo em seguida, deletada.

A postagem de Peng Shuai no Weibo não estava mais visível já nessa quarta-feira, dia 3. De acordo com o jornal inglês The Guardian, referências ao nome da atleta e a palavra 'tênis' parecem terem sido bloqueadas pelos censores chineses. Usuários não conseguem mais encontrar o perfil de Peng no Weibo através do sistema de buscas ou comentar em suas postagens. O jornal afirmou ainda não ter conseguido verificar a autenticidade da publicação.

De acordo com o relato da tenista, que viralizou em outras redes sociais, ela teria mantido um relacionamento secreto com Zhang Gaoli durante anos. Com a ascensão política de Zhang, eles teriam se distanciado. Três anos atrás, porém, Zhang a teria convidado para uma partida de tênis junto de sua mulher. Em determinado momento do encontro, ele teria assediado sexualmente Peng Shuai dentro de sua residência. "Eu nunca ofereci consentimento naquela tarde, chorando o tempo inteiro", escreveu a tenista.

No relato, a atleta, que já foi líder do ranking de duplas da WTA (Associação de Tênis Feminino), afirmou que o político teria se distanciado dela anos atrás por temer que seus encontros estivessem sendo gravados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos