Estrela da seleção argentina, goleiro Emiliano Martínez foi pai no sábado e ainda não pôde ver filha

·1 minuto de leitura

A classificação da Argentina para a final da Copa América, na última terça-feira, 7, logo após a vitória contra a Colômbia, teve um significado mais do que especial ao goleiro Emiliano Martínez. Estrela do jogo ao defender três pênaltis, o argentino acabou de ser pai pela segunda vez e, por conta do torneio, conheceu a filha recém-nascida apenas por meio do celular.

— Poucos sabem, mas ele foi pai há quatro dias (no último sábado). Ele só pôde ver sua filha até aqui por telefone na concentração, de resto é só treinamento e isolamento. Ele está há dois meses assim — revelou Alejandro Martínez, irmão de Emiliano, ao canal argentino TyC Sports.

O jogador de 28 anos constrói uma carreira promissora. Em setembro de 2020, foi contratado pelo inglês Aston Villa; o clube desembolsou 22 milhões de euros por ele – quantia mais cara já paga por um goleiro argentino.

Apesar de o contrato ter duração de quatro anos, previsões inglesas avaliam que ele pode ficar no posto por até mais de dez, já que, teoricamente, um goleiro atinge o auge por volta dos 35 anos.

Junto do elenco argentino, Emiliano volta aos campos neste sábado, 10, para enfrentar a seleção brasileira, pela final da Copa América. O jogo está marcado para às 21h, no Maracanã.

— (O Brasil) É um timaço. Eles são candidatos (ao título) desde o dia um, mas nós temos um grande treinador (Lionel Scaloni), o melhor do mundo (Messi) e vamos para ganhar. É um trabalho de 70 pessoas, que viemos por um sonho. Nós dissemos no primeiro dia que queríamos chegar à final. O que é melhor do que jogar contra o Brasil na sua casa? — declarou Emiliano sobre a final.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos