Estudante é estuprada no campus da Unb em Brasília

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil do Distrito Federal está investigando um caso de estupro contra uma estudante de 18 anos, no campus da Unb (Universidade de Brasília), na noite de sexta-feira (8).

Por volta de 20h20, a Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência na região perto da Faculdade de Educação, no campus Darcy Ribeiro, no bairro Asa Norte, em Brasília. No entanto, o suspeito do crime já havia fugido do local, e a vítima foi encaminhada para a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher.

A estudante foi abordada em um local escuro da universidade pelo autor do crime, que estaria armado de uma faca. Ela foi levada para um local ainda mais distante dos prédios da instituição, onde ocorreu o crime. A vítima depois conseguiu fugir e chegou à sala de aula, onde pediu ajuda e, então, a PM foi acionada.

No fim da tarde deste sábado (9), a Unb disse que enviou para a delegacia especializada sete vídeos das câmeras de segurança com imagens relacionadas ao episódio.

A Unb afirmou em nota que "lamenta profundamente o ato de violência" ocorrido com uma estudante da instituição. "Qualquer tipo de assédio, abuso ou violência sexual é inaceitável e precisa ser rigorosamente punido", declarou a instituição em nota.

A universidade acrescentou que está, desde então, em contato com a estudante e sua família e prestando o apoio necessário, além de colaborar com as investigações.

"Além disso, o Comitê de Segurança da UnB está empenhado na melhoria e ampliação da iluminação, em aumentar as rondas no período noturno, em fortalecer nossas campanhas de comunicação para melhorar a segurança e em capacitar nossos agentes. Colocamos câmeras em todos os campi e estamos ampliando o nosso sistema de videomonitoramento, que conta com mais de 500 câmeras e tem ajudado a resolver crimes e a prevenir situações de perigo", afirma o texto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos