Estudante ganha bolsa em universidade americana por jogar Fortnite

·2 min de leitura
  • Guilherme, que fará parte do time de e-sports da instituição, pode escolher o curso que quisesse

  • Sua rotina é dividida entre estudos tradicionais e cinco horas de treino diárias

  • Fortnite é atualmente um dos e-sports mais jogados no mundo

Quem disse que jogos eletrônicos não dão futuro? Um estudante carioca foi aprovado em 32 universidades nos Estados Unidos por jogar Fortnite. Guilherme Mannarino, de 17 anos, agora vai estudar na Universidade da Flórida Central, em Orlando, e fazer parte do time de e-sports da instituição.

“As faculdades me ofereceram bolsa para representar os times de e-sports delas, no caso, e eu poderia escolher qualquer tipo de curso que estivesse disponível. Qualquer uma que eu fosse, eu poderia escolher engenharia da computação”, explicou Guilherme ao portal G1.

A princípio o jovem planejava prestar o Enem, como um estudante normal de sua idade que visa entrar numa instituição superior de ensino. No entanto, ao pesquisar sobre estudar fora do país, percebeu que muitas universidades possuem times de e-sports. “Esse ramo nas universidades começou há cinco anos, é algo muito novo, não muito divulgado aqui no Brasil”, afirmou.

Leia também:

Para Guilherme, ainda estamos muito atrasados em relação ao exterior. Por aqui, ainda há um "tabu muito grande" em torno dos e-sports. “O que falta no Brasil é muito investimento nessa área, incentivo também, e chegar informações às pessoas que são do passado que esse é o mundo novo. São oportunidades novas, o mundo mudou. Agora é uma nova era”, disse.

No entanto, ao contrário do que pode parecer, o jovem não dispensou os estudos na hora de decidir o seu futuro. Segundo o jovem, antes das cinco horas de treino diárias de Fortnite, ele passa três horas estudando as matérias tradicionais do colégio.

“É o que eu sempre digo às pessoas que vêm falar comigo: nunca deixem de estudar. Estudar é coisa principal, sempre. Se você quer o mundo dos e-sports, a sua primeira opção tem que ser o estudo”, frisou.

Além disso, para ser um jogador profissional não basta se dedicar apenas ao jogo. É necessário uma boa alimentação e se exercitar fisicamente. Guilherme diz normalmente praticar a musculação ou correr na rua.

“Mais para a noite, quando acaba o treino, procuro estudar inglês, até porque precisa muito para conseguir a nota para aprovação, que é o principal para eles”, ressalta.

O Fortnite é um jogo lançado em 2017 do gênero "battle royale", onde dezenas de competidores lutam para ser o último a restar no mapa. Atualmente é um dos jogos mais jogados no mundo, ou seja, não é qualquer um que se torna bom o suficiente para conseguir uma vaga. É preciso dedicação e muita estratégia.

“Eu entro no jogo, e, dependendo do dia, analiso partidas que eu e minha equipe fizemos, fazemos treinamentos. Têm análise do que a gente errou, para a gente consertar”, narrou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos