Estudo aponta os profissionais que mais consomem maconha

(Pixabay)

Um estudo realizado no Colorado, nos Estados Unidos, onde o consumo da maconha é legalizado, mapeou os principais usuários da substância e mostram como a decisão afetou o estado. A pesquisa, que ouviu mais de 25 mil pessoas, foi feita pelo Departamento de Saúde Pública e Meio Ambiente e mostra quais são os profissionais que mais consomem maconha.

Em primeiro lugar aparecem os profissionais do setor alimentício, que trabalham no preparo e no serviço de alimentos: 32,2% das pessoas que trabalham na área afirmaram terem fumado nos últimos 30 dias.

Em segundo lugar apareceram os profissionais de artes, design, entretenimento, esportes e mídia, com 27,5% das pessoas dos setores listados terem consumido a substância. Confira a lista completa:

  1. Setor alimentício:  32,2%
  2. Artes, design, entretenimento, esportes e mídia: 27,5%
  3. Fábricas/produção: 20,8%
  4. Ciencias sociais: 20,6%
  5. Vendas: 19,4%
  6. Manutenção e reparos: 19,2%
  7. Cuidadores: 16,8%
  8. Pesca e agricultura: 16,5%
  9. Construção e extração: 16,5%
  10. Construção civil: 16,5%

Profissões que menos consomem maconha

Na outra ponta da lista aprecem os profissionais do setor de medicina e os de segurança, com 3,1% e 6,2%, respectivamente.

A pesquisa também mostrou que as pessoas com idades entre 18 e 25 anos têm mais propensão ao consumo da erva (29,6%) e que os homens ficam à frente das mulheres (17,2% contra 11,3%). Considerando as etnias, as pessoas brancas lideraram o ranking (15,3%), seguida pelos hispânicos (15,1%) e os negros (14,5%).