Estudo aponta que 85% dos casos iniciais de Covid-19 no Brasil se disseminaram por São Paulo

·2 minuto de leitura
Vírus encontrou lugar para se disseminar em São Paulo - Foto: Getty Images
Vírus encontrou lugar para se disseminar em São Paulo - Foto: Getty Images
  • Estudo mostrou o quanto São Paulo atuou na disseminação da Covid-19 no Brasil

  • Movimentação de chegada e saída da cidade foi apontada como um dos motivos para isso

  • Pesquisadores destacaram, também, o papel do governo federal nos números alarmantes

Um estudo publicado nesta segunda-feira no jornal Scientific Reports mostrou o quanto São Paulo atuou na disseminação da Covid-19 no Brasil. De acordo com a pesquisa, 85% dos casos da doença nos primeiros três meses de pandemia no país se espalharam a partir da cidade.

Segundo os responsáveis pelo estudo, a capital paulista se tornou este grande centro de disseminação por ter o maior aeroporto internacional brasileiro e a rodoviária mais movimentada do país.

Leia também:

Diante da grande quantidade de pessoas chegando e saindo de São Paulo, o vírus instalou-se de vez na cidade e, também, encontrou facilidade para mover-se a outras localidades.

A pesquisa identificou que somando as contaminações da capital paulista com as de outras 16 cidades no início da pandemia, tem-se 98% do total de casos da doença nestes primeiros três meses, comprovando o quão polarizada era a Covid-19.

Aeroporto de Guarulhos é considerado um dos motivos pelo alto número de casos em São Paulo - Foto: Getty Images
Aeroporto de Guarulhos é considerado um dos motivos pelo alto número de casos em São Paulo - Foto: Getty Images

Justamente por essa concentração, São Paulo foi a cidade que mais enviou moradores com o vírus para internação em outras cidades, com 158 municípios recebendo habitantes da capital paulista. A segunda colocação ficou com o Rio de Janeiro, com 73, enquanto Guarulhos aparece em terceiro, com 41.

Ao mesmo tempo, São Paulo é também a cidade que mais recebeu pacientes de outras localidades, com moradores de 464 municípios do Brasil. Belo Horizonte, com 351, e Salvador, com 332, aparecem na sequência.

Pesquisadores apontam “fracasso total do governo federal”

Os autores da pesquisa atuam na Universidade Federal da Paraíba, no Instituto Internacional de Neurociências de Natal (IINN/ELS), no Instituto Oswaldo Cruz e no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME).

Eles destacaram o papel do governo federal para os números alarmantes da Covid-19 no Brasil. “De junho de 2020 a junho de 2021, o Brasil passou de 50 mil para 500 mil mortes, um aumento de dez vezes em 12 meses. Isso por si só ilustra o fracasso total do governo federal brasileiro em proteger os brasileiros da pior tragédia humanitária em toda a história do país”, disse o líder da pesquisa, Miguel Nicolelis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos