Estudo da OMS prova que cloroquina não funciona contra coronavírus

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
(Andressa Anholete/Getty Images)
(Andressa Anholete/Getty Images)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou nesta sexta-feira (16) estudo que confirma a ineficácia dos remédios remdesivir e cloroquina/hidroxicloroquina para o tratamento do novo coronavírus. O segundo ficou bastante famoso no Brasil após ser “receitado” em diversas ocasiões pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Os resultados preliminares do Solidarity Therapeutics Trial, coordenado pela OMS, indicam que o remdesivir, que a hidroxicloroquina, a combinação lopinavir/ritonavir e os tratamentos à base de interferon parecem ter um pequeno ou inexistente efeito sobre a mortalidade em 28 dias ou no percurso hospitalar do Covid-19 entre os pacientes recuperados”, informa o documento.

Leia também

O estudo foi conduzido em 405 hospitais em 30 países diferentes e envolveu um total de 11.266 adultos, dos quais cerca de 2,7 mil receberam o remdesivir, 954 receberam a hidroxicloroquina, 1,4 mil receberam o interferon e 1,4 mil tomaram a combinação lopinavir/ritonavir. Outros 4.088 receberam medicamentos placebo, ou seja, que não possuiam nenhum tipo de efeito real.

“Os testes investigaram os efeitos desses tratamentos sobre a mortalidade total, sobre o início da intubação e sobre a duração do tratamento. Outros usos como, por exemplo, o tratamento de pacientes nas comunidades ou para a prevenção, serão examinados em experimentações diferentes”, conclui o estudo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos