Estudo sugere que perder celular pode ser tão estressante quanto ameaças terroristas

Imagem: Rex

Perder um smartphone pode causar muitos problemas e dores de cabeça, além de custar ao dono algumas centenas ou até milhares de reais.

Mas será que esta experiência pode ser tão estressante quanto um ataque terrorista?

Um novo estudo realizado pela Physiological Society, do Reino Unido, descobriu que situações estressantes do dia a dia – como perder um smartphone – provocam um impacto semelhante ao causado por ameaças terroristas.

A pesquisa, que envolveu 2 mil pessoas, descobriu que eventos que alteram a vida, como perder um cônjuge, causam o maior nível de estresse, mas eventos corriqueiros também obtiveram pontuações surpreendentemente altas.

Os participantes classificaram o estresse causado por cada evento em uma escala de 1 a 10.


A Dra. Lucy Donaldson, presidente do comitê de políticas da Physiological Society, disse: “O mundo moderno traz consigo fontes de estresse que nós não teríamos imaginado há 50 anos, como as redes sociais e os smartphones”.

“Foi marcante notar que para todos os eventos avaliados neste estudo, desde problemas financeiros ao Brexit, as mulheres relataram níveis de estresse mais elevados do que os homens. Isso pode ter um impacto significativo na saúde feminina”.

Eventos de vida estressantes (classificados de 1 a 10)

Morte de um cônjuge/parente/amigo 9,43
Ser preso 9,15
Ter a casa danificada por inundação/incêndio 8,89
Ficar gravemente doente 8,52
Ser demitido 8,47
Separação/divórcio 8,47
Roubo de identidade 8,16
Problemas financeiros inesperados 7,39
Começar a trabalhar em um novo emprego 6,54
Planejar um casamento 6,51
Chegada do primeiro filho 6,06
Atrasos no trânsito 5,94
Ameaças terroristas 5,84
Perder o celular 5,79
Mudança para uma casa maior 5,77
Brexit 4,23
Viajar de férias 3,99
Ser promovido/bem-sucedido no trabalho 3,78

Rob Waugh
Yahoo News UK