Estudo de viabilidade de estádio do Flamengo no Gasômetro é tratado sob sigilo na Caixa

Conforme o presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta segunda-feira, a Caixa Econômica Federal está elaborando um estudo de viabilidade para a construção o estádio do Flamengo na região do Gasômetro. O assunto, entretanto, é tratado sob sigilo dentro do banco.

Bolsonaro: 'Vamos atender ao Flamengo'

Leia: Paes promete ajudar o Flamengo a construir estádio próprio

O projeto é tratado por uma vice-presidência específica e poucas pessoas têm acesso. A equipe trabalha de forma isolada e se comprometeu com termos do compliance da Caixa. Há receio também com órgãos de fiscalização como o Tribunal de Contas da União (TCU), que audita o banco.

Estádio do Flamengo no Gasômetro: o que se sabe até agora

De acordo com fontes da Caixa, o estudo leva em consideração não só o valor do terreno, mas quanto ele poderia gerar em lucro e ajudar no desenvolvimento da região. O banco também se preocupa em não ter prejuízos. A região onde pode ser erguido o estádio é a mais valorizada do Porto Maravilha. No local há a possibilidade de serem erguidos prédios de até 50 andares, por exemplo.

A partir do momento que todos esses detalhes forem levantados, o banco traçará estratégias sobre como poderá oferecer o terreno ao Flamengo, assim como, estipular valores e formas de pagamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos