Etapa do mundial de surfe em Saquarema será cancelada

·1 minuto de leitura

O Brasil não receberá os melhores surfistas do mundo neste ano. A etapa de Saquarema do circuito, que seria realizada em agosto, será cancelada devido à crise sanitária no país. A World Surf League (WSL) deve fazer o anúncio oficial ainda nesta semana.

Nos últimos dias, os rumores sobre o cancelamento aumentaram, como informou o blog Origem Surf. Em um post nas redes sociais, a esposa de Filipe Toledo, Ananda Marçal, chegou a anunciar que o evento não seria realizado. Procurada na ocasião, a WSL disse que ainda estava "trabalhando com o Estado do Rio e a cidade de Saquarema para viabilizar o evento":

"A prioridade máxima da World Surf League é a segurança de nossos atletas, staff e a comunidade local", dizia a nota da WSL no fim de maio.

Originalmente marcado para junho, o campeonato já havia sido adiado para agosto (de 11 a 16) numa tentativa de esperar por indíces melhores da pandemia no Brasil.

Uma outra mudança no calendário deve ser o adiamento da etapa do México, marcada para 5 a 15 de julho. O campeonato deve ser realizado apenas em agosto, já após os Jogos Olímpicos.

A próxima etapa do circuito mundial será o Surf Ranch Pro, de 18 a 20 deste mês, na piscina de ondas de Lemoore, na Califórnia. Além deste evento e da etapa mexicana, ainda está previsto o campeonato do Taiti, em agosto, antes do WSL Finals, o evento decisivo reunindo os cinco primeiros do ranking em Trestles, na Califórnia, de 8 a 17 de setembro.

O circuito é liderado por Gabriel Medina, com Italo Ferreira em segundo e Filipe Toledo em quarto. No feminino, a liderança é da havaiana Carissa Moore. Tatiana Weston-Webb está em terceiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos