"Eternos" é proibido em dois países por causa de super-herói gay

·1 min de leitura
Brian Tyree Henry como Phastos em cena de
Brian Tyree Henry como Phastos em cena de "Eternos" (reprodução/Disney)

Resumo da notícia:

  • "Eternos", novo filme do MCU, foi proibido na Arábia Saudista e no Kuwait por causa de um super-herói gay

  • O longa conta com uma cena de beijo entre o herói Phastos, interpretado por Brian Tyree Henry, e outro homem

  • Diretora Chloé Zhao não queria que a cena fosse cortada do longa

"Eternos", novo filme do Universo Cinematográfico Marvel, foi proibido na Arábia Saudita e no Kuwait por causa de um super-herói gay, Phastos, interpretado por Brian Tyree Henry. No longa, o personagem beija outro homem em uma das cenas.

As informações são da Variety. Como destaca a publicação, os países costumam banir produções de Hollywood que representem a homossexualidade, tragam cenas de sexo ou abordem questões religiosas polêmicas.

Leia também:

Em 2017, a Disney, responsável pelos filmes da Marvel, já havia sofrido com o boicote do Kuwait com a nova versão de "A Bela e Fera" - que acabou sendo proibido por simplesmente contar com menções a um romance gay.

Em entrevista recente ao site Indiewire, a diretora de "Eternos", Chloé Zhao, disse torcer para que o personagem Phastos não tivesse as suas cenas cortadas de versões do longa para outros países, mesmo sofrendo o risco de boicote.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Não sei todos os detalhes, mas acredito que houve discussões e há um grande desejo por parte da Marvel e de mim – nós conversamos sobre isso – de não mudar o corte do filme. Estou de dedos cruzados", disse ela.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos