Ethereum reduz uso de energia com atualização de software da blockchain

Por Elizabeth Howcroft e Maria Ponnezhath

LONDRES (Reuters) - A blockchain Ethereum passou por uma grande atualização de software, reduzindo drasticamente seu uso de energia, tuitou seu inventor e cofundador nesta quinta-feira.

O novo sistema usará 99,95% menos energia, de acordo com a Ethereum Foundation. A atualização, que muda a forma como as transações ocorrem e como as criptomoedas ether são criadas, pode lhe dar grande vantagem enquanto busca superar o bitcoin.

"Feliz fusão a todos", disse o inventor Vitalik Buterin em um tuíte. "Este é um grande momento para o ecossistema Ethereum."

O ether caiu até 4%, para 1.571 dólares, um movimento que os analistas atribuem a um clima cauteloso para ativos de risco em geral.

Os investidores apostaram antes da fusão que a atualização aumentaria o preço do ether. A criptomoeda ganhou cerca de 85% em relação às mínimas de junho, superando o ganho de 15% do bitcoin.

O ether ganhou participação de mercado do bitcoin antes da fusão e agora responde por cerca de um quinto do mercado de criptomoedas de 1 trilhão de dólares. A participação do bitcoin caiu para 39,1% em relação ao pico deste ano, ante 47,5% em meados de junho.

Além do consumo de energia, os altos custos e os tempos de transação lentos são os principais problemas enfrentados pela rede Ethereum. A fusão não resolverá imediatamente esses problemas, embora alguns analistas digam que isso prepara o terreno para a expansão do Ethereum.

O reforço das credenciais ambientais, sociais e de governança corporativa da Ethereum "seria bom para instituições reguladas que desejam começar a explorar o ecossistema Ethereum", disse Marc Arjoon, analista de pesquisa de Ethereum da CoinShares.

(Por Maria Ponnezhath e Elizabeth Howcroft)