Etiópia anuncia libertação de opositores para promover diálogo nacional

·1 min de leitura
(Dez/2021) Tanque suspeito de ter pertencido a rebeldes da TPLF, perto de Debre Tabor, Etiópia (AFP/Solan Kolli)

O governo da Etiópia anunciou nesta sexta-feira que irá indultar e libertar vários políticos, incluindo membros de Frente de Libertação do Povo do Tigré (TPLF, sigla em inglês), em um gesto para promover o diálogo nacional.

"O objetivo é abrir caminho para uma solução duradoura para os problemas da Etiópia, de forma pacífica e não violenta", informou o serviço de comunicação do governo, citando o nome de vários opositores dos grupos étnicos Oromo e Amhara e funcionários da TPLF, que está em conflito com forças federais no norte do país desde novembro de 2020. Não foi divulgado quantas pessoas poderiam se beneficiar com a anistia.

O anúncio foi feito depois que o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, divulgou um comunicado pedindo uma "reconciliação nacional", coincidindo com o Natal ortodoxo, celebrado naquele país.

txw-str/gw/jvb/pc/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos