Etiópia liberta opositores da prisão e anuncia diálogo político

·1 min de leitura
Primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed

Por Dawit Endeshaw

ADIS-ABEBA (Reuters) - A Etiópia libertou vários líderes de oposição da prisão, informou a emissora estatal nesta sexta-feira, ao mesmo tempo em que o governo disse que iniciará diálogo com oponentes políticos após 14 meses de guerra em que milhares de pessoas foram presas.

A decisão de libertar líderes de vários grupos étnicos é o avanço mais significativo desde que a guerra estourou na região de Tigré, ameaçando a unidade do segundo Estado mais populoso da África.

Alguns líderes da Frente de Libertação do Povo Tigré (TPLF), o partido que luta contra o governo central do primeiro-ministro Abiy Ahmed, estão entre os libertados.

"A chave para uma paz duradoura é o diálogo", disse um comunicado do escritório de comunicações do governo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos