'Eu tenho limite, por que o Judiciário não pode ter limite?', diz Bolsonaro

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que cada Poder "tem que saber seu limite", e disse especificamente que o Judiciário, com quem tido atritos, também está incluído nisso. De acordo com Bolsonaro, "não é fácil" manter a "harmonia" entre os três Poderes.

— Cada Poder tem que saber que tem limite. Eu tenho limite, por que o Judiciário não pode ter limite? Tem que ter limite também. E a mesma coisa no tocante ao Legislativo. O importante é a gente manter a harmonia entre nós, o que não é fácil — afirmou Bolsonaro, em entrevista à rádio Itatiaia.

Na semana passada, após acusar sem provas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de participar de fraudes, Bolsonaro teve uma reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. Os dois combinaram uma reunião entre os chefes do três Poderes, que aconteceria na quarta-feira. O encontro, contudo, foi desmarcado porque Bolsonaro teve que ser internado.

Nesta terça, o presidente disse que está "à disposição" para o encontro:

— Quem propôs aquela data foi o ministro Fux. Eu estou à disposição, a partir de agora, em havendo possibilidade, a participar. Essas reuniões, já tivemos reuniões no passado parecidas com essa, são para a gente acertar os ponteiros, trocar umas ideias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos