EUA acusam China de ameaçar estabilidade mundial

·1 minuto de leitura
(Arquivo) O secretário de Estado americano, Antony Blinken

Ações da China "ameaçam a ordem baseada em regras que mantém a estabilidade global", advertiu nesta quinta-feira o secretário de Estado americano, Antony Blinken, na abertura de uma reunião de dois dias com autoridades chinesas no Alasca.

"Discutiremos nossas preocupações profundas com as ações da China, incluindo Xinjiang (onde Washington acusa Pequim de "genocídio" contra os muçulmanos uigures), Hong Kong, Taiwan, ataques cibernéticos contra os Estados Unidos e coerção econômica contra nossos aliados", acrescentou Blinken ante o principal funcionário diplomático do Partido Comunista da China, Yang Jiechi, e o ministro das Relações Exteriores Wang Yi.

bur-fff/iba/dg/lb