EUA admitem erro em ataque com drone que matou 10 civis no Afeganistão

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Departamento de Defesa dos Estados Unidos reconheceu nesta sexta-feira (17) que o ataque a drone empenhado em Cabul no fim do mês passado que matou 10 civis afegãos, feito em retaliação a um atentado do Estado Islâmico cometido dias antes, foi um "erro".

Foi o que disse o general Kenneth Franklin McKenzie Jr, chefe do Comando Central dos Estados Unidos. "Foi um erro e eu ofereço minhas sinceras desculpas", afirmou a jornalistas.

Segundo o militar, é improvável que as pessoas que estavam dentro do veículo atingido fossem membros do Estado Islâmico ou que pudessem ser uma ameaça às forças americanas que comandavam o Aeroporto de Cabul.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos