EUA admitem 'erro terrível' em ataque que matou 10 civis afegãos

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, se desculpou nesta sexta-feira pelo ataque em Cabul no qual morreram dez civis antes da retirada do exército americano do Afeganistão. Mais cedo, o Exército dos Estados Unidos admitiu ter cometido um 'erro' ao lançar o ataque contra supostos militantes do grupo Estado Islâmico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos