EUA alertam China após impasse com Filipinas no Mar do Sul da China

·1 min de leitura
Embarcações da Guarda Costeira chinesa no Mar do Sul da China

(Reuters) - Os Estados Unidos alertaram o governo chinês nesta sexta-feira na esteira de um impasse entre China e Filipinas no Mar do Sul da China, dizendo que está ao lado do governo filipino em meio a uma "escalada que ameaça diretamente a paz e a estabilidade regionais".

A China "não deveria interferir em atividades filipinas legais na zona econômica exclusiva das Filipinas", disse Ned Price, do Departamento de Estado norte-americano, em um comunicado.

Na quinta-feira, as Filipinas repudiaram "nos termos mais fortes" as ações de três embarcações da Guarda Costeira chinesa que disse terem bloqueado e alvejado com canhões de água barcos de reabastecimento que rumavam a um atol do Mar do Sul da China ocupado pelas Filipinas.

"Os Estados Unidos ficam ao lado de nossos aliados filipinos na manutenção da ordem marítima internacional baseada em regras e reafirmam que um ataque armado a embarcações filipinas no Mar do Sul da China invocaria compromissos de defesa mútua dos EUA", disse Price.

"Os Estados Unidos acreditam fortemente que as ações da RPC (República Popular da China) para impor suas reinvindicações marítimas abrangentes e ilegais no Mar do Sul da China minam a paz e a segurança na região", acrescentou.

O incidente ocorreu depois de o presidente norte-americano, Joe Biden, e o presidente chinês, Xi Jinping, debaterem uma variedade de temas em uma videoconferência de mais de três horas.

(Por Akriti Sharma em Bengaluru e Susan Heavey em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos