EUA ameaça Nicarágua com novas sanções após eleições 'não democráticas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
O presidente da Nicarágua Daniel Ortega e sua esposa e vice-presidente Rosario Murillo em 21 de março de 2019 em Manágua (AFP/Maynor Valenzuela)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os Estados Unidos ameaçaram, nesta segunda-feira (8), impor novas sanções à Nicarágua, depois que o presidente Daniel Ortega foi declarado vencedor de eleições "não democráticas".

"Continuaremos usando a diplomacia, as ações coordenadas com nossos aliados e sócios regionais, as sanções e as restrições de visto" para que "os cúmplices no apoio aos atos não democráticos do governo de Ortega-Murillo prestem contas", afirmou o secretário de Estado, Antony Blinken, em um comunicado, referindo-se ao presidente e a sua mulher, Rosario Murillo.

As autoridades nicaraguenses detiveram sete possíveis candidatos à presidência desde junho, garantindo o quarto mandato consecutivo de Ortega.

“Embora Ortega e Murillo possam permanecer entrincheirados no poder, as eleições antidemocráticas da Nicarágua não oferecem e não podem dar a eles um mandato democrático para governar”, disse Blinken.

O Secretário de Estado afirmou que trabalhará com outras democracias, inclusive por meio da Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) que se realiza esta semana, para “pressionar por um retorno à democracia por meio de eleições livres e justas e do pleno respeito pelos direitos humanos na Nicarágua”.

"Isso deve começar com a libertação imediata e incondicional dos presos injustamente", disse Blinken.

Os Estados Unidos já impuseram sanções a Ortega, Murillo e pessoas ao seu redor no período pré-eleitoral.

Ortega, que fará 76 anos na quinta-feira, foi reeleito no domingo com 75% dos votos, segundo resultados parciais.

O ex-guerrilheiro sandinista assumirá mais cinco anos como presidente, à frente da Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN, esquerda), junto com Murillo, de 70 anos, que será vice-presidente pela segunda vez.

sct/mlm/erl/lm/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos