EUA anuncia novas sanções pelo golpe de Estado em Mianmar

·1 minuto de leitura
Em uma ação conjunta, os Departamentos do Tesouro e do Comércio anunciaram as sanções como parte da resposta de Washington à derrubada do governo eleito democraticamente de Aung San Suu Kyi

Os Estados Unidos impuseram, nesta sexta-feira (2), novas sanções a 22 pessoas, entre elas quatro ministros do governo de Mianmar, em resposta ao golpe militar de fevereiro e aos ataques contra o movimento pró-democracia do país.

Em uma ação conjunta, os Departamentos do Tesouro e do Comércio anunciaram as sanções como parte da resposta de Washington à derrubada do governo eleito democraticamente de Aung San Suu Kyi.

O secretário de Estado, Antony Blinken, disse em um comunicado que as novas sanções foram impostas "em resposta à brutal campanha de violência realizada pelo regime militar birmanês e para continuar impondo custos em relação ao golpe militar".

As sanções têm como objetivo pressionar os militares para que "restabeleçam imediatamente o caminho de Mianmar para a democracia", disse Blinken.

As sanções são contra os ministros da Informação de Mianmar, Chit Naing; de Investimentos, Aung Naing Oo; de Trabalho e Imigração, Myint Kyaing, e do Bem-estar Social, Thet Thet Khine.

No grupo de sancionados, também estão três membros do poderoso Conselho Administrativo do Estado, assim como 15 cônjuges e filhos de funcionários.

Andrea Gacki, diretora do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro, disse em um comunicado que a ação demonstra que Washington "continuará promovendo a prestação de contas dos responsáveis do golpe militar e da violência atual".

O Departamento do Comércio impôs sanções a quatro entidades comerciais: King Royal Technologies, que presta serviços de comunicações por satélite para o exército, e Wanbao Mining e suas duas filiais, que têm acordos com o Ministério da Defesa do país.

mlm/jm/dga/yo/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos