EUA aprova teste rápido de coronavírus para casa

·1 minuto de leitura
A pandemia de covid-19 registra uma aceleração de casos atualmente nos Estados Unidos
A pandemia de covid-19 registra uma aceleração de casos atualmente nos Estados Unidos

O governo dos Estados Unidos emitiu na terça-feira uma autorização de emergência para o primeiro teste rápido de coronavírus realizado pela própria pessoa, sem a necessidade de sair de casa, no momento em que aumentam as restrições em uma tentativa de deter o aumento de casos de covid-19.

A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) aprovou um kit de teste para pessoas com mais de 14 anos suspeitas de ter o novo coronavírus. O exame, que pode só pode ser obtido com receita médica, mostra o resultado em 30 minutos.

De acordo com a empresa que desenvolveu o produto, Lucira Health, o kit custará menos de 50 dólares.

"Seguimos demonstrando uma velocidade sem precedentes na resposta a #COVID19", tuitou o comissário da FDA, Stephen Hahn.

"A FDA autorizou o primeiro teste #COVID19 que é totalmente autoadministrado e proporciona resultados em casa. É um avanço importante, o que destaca nosso compromisso de ampliar o acesso aos testes".

Uma autorização de emergência é uma permissão temporária ou sob certas condições concedida pela FDA para responder a uma situação urgente, como uma pandemia. Posteriormente pode ser revogada ou modificada, caso sejam revelados novos dados sobre sua eficácia ou segurança.

A FDA aprovou no fim de abril e início de maio o uso de testes em casa, mas, ao contrário do kit da Lucira Health, laboratórios autorizados deveriam apresentar os resultados.

Até terça-feira, os Estados Unidos registravam um balanço de 11.340.563 casos de covid-19 e 248.429 mortes, o país mais afetado do mundo pela doença, segundo a Universidade Johns Hopkins.

to/ch/dga/af/fp