Ataque contra a Arábia Saudita partiu do Irã

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que "pareceria para a maioria" como o Irã estava por trás do ataque à Arábia Saudita

Os Estados Unidos concluíram que o ataque de fim de semana às instalações petrolíferas sauditas foi lançado a partir de solo iraniano e foram utilizados mísseis de cruzeiro, disse uma autoridade americana à AFP nesta terça-feira.

O funcionário, que não quis ser identificado, disse que os Estados Unidos estavam reunindo evidências sobre o ataque para apresentar à comunidade internacional, principalmente aliados europeus, na Assembleia Geral da ONU na próxima semana.

Questionado se Washington tinha certeza de que os mísseis haviam sido lançados a partir de solo iraniano, o funcionário respondeu: "Sim".

Os ataques do fim de semana em Abqaiq - a maior instalação de processamento de petróleo do mundo - e o campo de petróleo de Khurais no leste da Arábia Saudita agitaram os mercados globais.

Os rebeldes huthis do Iêmen, alinhados ao Irã, assumiram a responsabilidade pelos ataques de sábado, mas a Arábia Saudita acusou o Irã e o presidente Donald Trump também apontou Teerã.

"Certamente, parece que foi o Irã", disse Trump na segunda-feira.