EUA autorizam reforço de vacina da Pfizer contra Covid para crianças de 12 a 15 anos

·1 min de leitura
Criança recebe vacina contra Covid-19 em Montreal, no Canadá

(Reuters) - A Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) autorizou, nesta segunda-feira, a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech em crianças de 12 a 15 anos, e reduziu para todas as faixas etárias o intervalo do reforço de 6 para 5 meses após o esquema inicial de imunização.

A agência também autorizou uma terceira dose em crianças de 5 a 11 anos imunocomprometidas.

A FDA disse que revisou os dados e evidências divulgados sobre a segurança das doses de reforço fornecidas pelo Ministério da Saúde de Israel, incluindo dados de mais de 6.300 crianças de 12 a 15 anos de idade que receberam a dose da Pfizer.

Os casos globais de Covid-19 estão aumentando devido à variante Ômicron e as autoridades de saúde alertaram que sua transmissibilidade extremamente alta pode sobrecarregar muitos sistemas de saúde.

Testes de laboratório mostraram que duas doses das vacinas da Pfizer-BioNTech e Moderna geram respostas imunológicas baixas contra a Ômicron, mas as doses de reforço parecem proteger contra a variante altamente mutada.

(Por Ankur Banerjee e Manas Mishra, em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos