EUA capturam maior número de imigrantes em duas décadas na fronteira com México

·1 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) - Autoridades dos Estados Unidos capturaram mais de 171 mil imigrantes na fronteira com o México em março, segundo dados preliminares compartilhados com a Reuters, o maior número mensal em duas décadas e o mais recente sinal dos desafios humanitários cada vez maiores ao presidente Joe Biden.

O total preliminar de prisões em março na fronteira dos EUA com o México representa a taxa mensal mais alta desde abril de 2000, quando agentes patrulheiros capturaram mais de 180 mil imigrantes.

O total inclui cerca de 19 mil crianças imigrantes sem acompanhantes e 53 mil familiares viajando juntos, mostram os números. Adultos sozinhos representam quase 99 mil do total.

O governo Biden tem encontrado dificuldades para abrigar crianças desacompanhadas recém-chegadas, que são isentas de deportação sob uma ordem sanitária contra a pandemia de Covid-19 conhecida como Título 42. Crianças estão sendo mantidas em postos de fronteira lotados e centros de processamento de dados e informações por dias.