EUA cogita fazer testes de coronavírus em voos internacionais, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o governador da Flórida, Ron DeSantis, escutam a assessora médica do governo, Deborah Birx, na Casa Branca, em 28 de abril de 2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira (28) que está considerando emitir uma ordem para que as pessoas que cheguem ao país em voos internacionais sejam submetidas a testes para coronavírus, e deu ênfase ao Brasil.

"É provável que façamos isso", disse Trump durante uma reunião na Casa Branca com o governador da Flórida, Ron DeSantis.

"Como sabem, o Brasil praticamente está tendo um surto", acrescentou Trump durante a reunião.

"Tomaremos essa decisão em breve", acrescentou.

Questionado se o exame aos passageiros que estiverem de entrada nos EUA seria um teste para o novo coronavírus ou um simples controle de temperatura, Trump respondeu que considera "ambos" os tipos de verificação.

O presidente republicano disse que está discutindo o assunto com os governadores, e em particular com DeSantis, já que a Flórida é o principal destino dos voos vindos da América Latina.

"Estamos conversando com outros que também têm muitos negócios que vêm da América do Sul, América Latina, e então teremos uma resposta", disse Trump, que acrescentou que o tema também está em discussão com as companhias aéreas.

O governo Trump impôs restrições aos voos vindos da Europa e da China como forma de conter a expansão do vírus, que já matou mais de 50.000 americanos.