EUA: Condenado à morte no Texas pede adiamento da execução para doar rim

Ramiro Goncalez, condenado à morte, pede que sua execução seja adiada para que possa doar um rim. (Foto: Departamento de Justiça Criminal do Texas via Associated Press)
Ramiro Goncalez, condenado à morte, pede que sua execução seja adiada para que possa doar um rim. (Foto: Departamento de Justiça Criminal do Texas via Associated Press)

Um homem condenado à morte no Texas solicitou que a sua execução, agendada para 13 de julho, seja adiada para que ele possa doar um rim.

Ramiro Gonzales foi condenado por ter matado uma mulher, Bridget Townsend, em 2001, de 18 anos. Os restos mortais da adolescente ficaram desaparecidos por dois anos até serem encontrados.

A defesa de Gonzales solicitou ao governador do Texas, o republicano Greg Abbott, uma suspensão de 30 dias à execução, para que o preso possa ser considerado um doador vivo "para alguém que precise urgentemente de um transplante de rim".

De acordo com os advogados, Gonzales foi avaliado pela equipe de transplantes da Universidade do Texas e é considerado um excelente possível doador.

Os exames revelaram que o preso tem um tipo sanguíneo raro - o que significa que a doação pode beneficiar alguém com dificuldades em achar um doador compatível. Segundo os advogados, a equipe médica garantiu que o procedimento pode ser concluído em até 30 dias.

A solicitação deve ser votada no dia 11.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos