EUA condenam tentativa de assassinato da vice-presidente da Argentina

Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos condenaram nesta sexta-feira a tentativa de assassinato da vice-presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, um dia antes.

"Os Estados Unidos condenam veementemente a tentativa de assassinato da vice-presidente Cristina Fernández de Kirchner", disse o secretário de Estado Antony Blinken. "Estamos com o governo e o povo da Argentina na rejeição da violência e do ódio".

Cristina Kirchner escapou ilesa na quinta-feira depois que um homem apontou contra ela uma arma carregada que não disparou a centímetros de sua cabeça.

A polícia prendeu um suspeito que eles nomearam como Fernando Andrés Sabag Montiel, um brasileiro de 35 anos.

(Reportagem de Kat Jackson e Doina Chiacu)