EUA confirmam desaparecimento de terceiro americano na Ucrânia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo dos EUA anunciou nesta quinta-feira (16) o terceiro desaparecimento de americanos na Ucrânia, desde o início da invasão russa. No dia anterior, o país já tinha confirmado o sumiço de outros dois cidadãos, que poderiam inclusive estar sob custódia das forças russas.

"Nosso entendimento é de que esse indivíduo viajou à Ucrânia para pegar em armas", disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, a repórteres. Segundo ele, o desaparecimento já havia sido confirmado nas últimas semanas.

Quanto à suposta captura dos outros dois americanos, Price informou que a Casa Branca ainda não debateu o tema com o Kremlin. "Não vimos nada dos russos indicando que dois desses indivíduos estão sob sua custódia", afirmou.

Ex-militares dos EUA, Alexander Drueke, 39, e Andy Huynh, 27, foram para a Ucrânia como combatentes voluntários para lutar do lado das forças ucranianas. Eles estão desaparecidos há uma semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos