EUA congela movimentação de tropas fora de suas fronteiras por coronavírus

Esta imagem de arquivo mostra o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, durante coletiva de imprensa sobre a pandemia de COVID-19 na Casa Branca, em Washington, 18 de março de 2020

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, determinou nesta quarta-feira (25) a suspensão por 60 dias da mobilização de tropas e funcionários civis de seu departamento que estão no exterior para frear o contágio pelo novo coronavírus.

A medida afeta 90.000 efetivos americanos, suspendendo sua mobilização ou realocação, e também as famílias dos membros em serviço que estão no exterior.

"Esta medida é tomada para ajudar em uma maior prevenção ao contágio da doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19), para proteger o pessoal dos Estados Unidos e preservar a resposta operacional da nossa força global", informou o Pentágono em um comunicado.

Segundo o comunicado, "não se espera" que esta decisão afete a retirada de 4.000 efetivos no Afeganistão, que deveria ser completada nos 135 dias seguintes ao acordo de paz com os talibãs, alcançado em 29 de fevereiro.