EUA: Crianças passam mal ao comer balas de cannabis

(Foto: Getty Image)
(Foto: Getty Image)

Três alunos da terceira série da escola Jacoby Creek Elementary, na comunidade de Bayside, no estado da Califórnia, Estados Unidos, foram hospitalizados por apresentarem sinais de intoxicação após ingestão de balas contendo cannabis. Segundo o jornal norte-americano The Hill, as crianças já passam bem. As informações foram registradas pelo portal UOL.

O caso aconteceu na última quinta-feira (26). Segundo policiais e funcionários da escola, um dos estudantes dividiu as balas de goma com outras quatro crianças durante o intervalo. O garoto responsável por levar a guloseima para a escola não sabia que havia maconha nela.

Melanie Nannizzi, diretora do colégio, afirmou aos pais que três dos envolvidos foram levados ao hospital para receberem atendimento médico por apresentarem sinais de intoxicação, mas já tiveram alta e seguem bem.

A escola chegou a ser evacuada por suspeita de intoxicação por monóxido de carbono, mas com o problema sendo causado por questões alimentares, os pais foram informados e os demais estudantes puderam voltar para as salas de aula.

"Este foi um incidente assustador para toda a nossa comunidade escolar", disse Melanie no e-mail.

O Departamento de Polícia local está investigando o caso e a oficial responsável, Heidi Groszmann, alertou os pais para manterem os produtos de cannabis, principalmente os que parecem doces, longe do alcance das crianças.

Outros casos

Em maio de 2021, três crianças precisaram ser levadas às pressas ao hospital depois de comer doces contendo cannabis, que as deixou vomitando incontrolavelmente em uma cidade de Surrey, sudoeste da Inglaterra.

Segundo o Daily Mail, a menina de 12 anos e os dois meninos, de 12 e 13 anos, sofreram uma "reação violenta ao comer doces de geleia que eles acreditavam conter cannabis", informou a Polícia de Surrey.

Também ano passado, desta vez em outubro, uma professora acabou presa nos Estados Unidos, por dar balas de maconha para seus alunos comerem. Os estudantes ganhavam o “doce” em troca de boas notas ou bom comportamento.

A acusada dava aulas para crianças no Ensino Fundamental. O caso aconteceu em uma cidade do interior dos EUA, e começou quando acidentalmente um dos alunos conseguiu pegar o pacote contendo as balas de maconha.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos