EUA denuncia ex-funcionários do Twitter por espionarem para sauditas

O Twitter anunciou que sua proibição de anúncios políticos exclui as mensagens "baseadas em causas" sociais ou ambientais. 

Dois ex-funcionários do Twitter e um terceiro indivíduo foram denunciados a uma corte federal de San Francisco por espionarem usuários da rede social críticos à família real saudita, informou nesta quarta-feira o Departamento de Justiça.

Os denunciados são dois sauditas e um americano que teriam trabalhado em conjunto para obter detalhes de contas do Twitter de dissidentes para entregá-los ao governo em Riade e à família real, segundo o departamento de Justiça.