Jornalista morre na Nicarágua enquanto transmitia protesto

Manágua, 21 abr (EFE).- Um jornalista nicaraguense morreu neste sábado com um tiro no litoral do Caribe do país enquanto transmitia ao vivo os protestos contra o Governo de Daniel Ortega, confirmou o jornal "El Meridiano", para o qual a vítima trabalhava.

Trata-se do jornalista Angel Ganoa, da cidade de Bluefields, Região Autônoma Caribe Sul (RACS), que levou um tiro que o matou no ato, de acordo com a informação do jornal.

O fato aconteceu quando Ganoa realizava uma transmissão no Facebook Live para "El Meridiano" na noite deste sábado.

No vídeo pode-se ver Ganoa narrando enquanto caminha por trás de um grupo de agentes antidistúrbios, quando repentinamente se escuta um disparo, a voz do jornalista se apaga, a imagem torna-se difusa, e ouvem-se gritos.

A violência na Nicarágua, que tirou a vida de dez pessoas, segundo o Governo, e de 25, de acordo com os manifestantes, começou na quarta-feira passada por causa de uma reforma na Previdência que eleva as cotas, reduz as pensões, e estabelece a cotação perpétua. EFE

wpr/ma