EUA devem anunciar saída de tropas do Afeganistão até 11 de setembro

·2 minuto de leitura
Tropas americanas no Afeganistão, em foto de 2016
Tropas americanas no Afeganistão, em foto de 2016; governo Biden deve descumprir acordo feito sob Trump, que previa saída de soldados até maio

O presidente dos EUA, Joe Biden, deve anunciar que as tropas americanas deixarão o Afeganistão até 11 de setembro, segundo informaram fontes oficiais à imprensa americana.

Com isso, o governo Biden deixaria passar o prazo de maio, estipulado em negociações realizadas no ano passado entre o governo Trump e o grupo extremista afegão Taleban.

O novo prazo final coincidirá com o 20° aniversário dos ataques de 11 de setembro de 2001, que atingiram o World Trade Center e o Pentágono e serviram de estopim para a invasão americana do Afeganistão.

Biden já havia dito que seria difícil cumprir o prazo de deixar o Afeganistão em maio; acredita-se que ele vá fazer o anúncio oficial nesta quarta-feira (14/4).

Os EUA e a Otan (aliança militar ocidental) têm dito que o Taleban não tem, até o momento, cumprido com seu compromisso de reduzir a violência.

O grupo radical foi advertido que, se atacar tropas americanas durante a fase de saída, "se verá diante de uma resposta forte", disse um oficial sênior do governo em conversa com repórteres a respeito do novo prazo de retirada.

Em fevereiro de 2020, um acordo bilateral previa que EUA e Otan retirassem todas as suas tropas do Afeganistão em um prazo de 14 meses se o Taleban cumprisse seus compromissos, incluindo avançar no diálogo de paz e impedir que a Al-Qaeda e outros grupos militantes operassem em áreas do país.

Embora o Taleban tenha parado de atacar tropas estrangeiras no Afeganistão como parte de seus acordos internacionais, o grupo continua a combater o governo afegão. O temor de alguns observadores é de que, na ausência das tropas estrangeiras, o Taleban tente tomar o controle de todo o país.

Os EUA afirmam ter, ainda, 2,5 mil soldados no Afeganistão.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!