EUA devem renovar, mas não expandir, proteção humanitária para venezuelanos no país

Presidente dos EUA, Joe Biden

Por Ted Hesson e Matt Spetalnick

WASHINGTON (Reuters) - O governo dos Estados Unidos irá renovar, mas não expandir, o Status de Proteção Temporária (TPS, na sigla em inglês) para venezuelanos no país, anunciou o Departamento de Segurança Interna (DHS) dos EUA nesta segunda-feira, uma medida que deixa dezenas de milhares de venezuelanos recém-chegados sem acesso ao programa humanitário.

O governo Biden irá oferecer uma extensão de 18 meses do TPS para venezuelanos que estavam nos EUA até 8 de março de 2021, mas não permitirá que aqueles que chegaram mais recentemente se inscrevam, afirmou o DHS.

O presidente norte-americano, Joe Biden, do Partido Democrata, expandiu significativamente o uso do programa TPS, que evita deportações e oferece permissões de trabalho a imigrantes nos Estados Unidos caso seus países de origem estejam passando por desastres naturais, conflitos armados ou algum evento extraordinário.

Ao mesmo tempo, Biden tem tido dificuldades políticas e operacionais com o alto número de migrantes que chegam às fronteiras entre EUA e México, incluindo os venezuelanos.

Desde janeiro de 2021, agentes da patrulha de fronteira dos EUA detiveram mais de 144 mil venezuelanos na fronteira sudoeste do país.

O governo Biden concedeu o TPS à Venezuela em março de 2021, citando os distúrbios políticos e econômicos e os abusos de direitos humanos no governo do presidente socialista Nicolás Maduro.

Os parlamentares democratas e defensores de direitos humanos haviam pedido que o governo oferecesse proteções a venezuelanos que chegaram mais recentemente, mas uma fonte familiarizada com o assunto afirmou que as autoridades ficaram preocupadas com a possibilidade disso incentivar a imigração irregular.

O governo Biden estima que 343 mil venezuelanos estejam aptos a receber o status sob a atual designação do TPS, embora o acúmulo de inscrições tenha deixado muitas pessoas à espera de aprovação.

(Reportagem de Ted Hesson e Matt Spetalnick em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos