EUA diz que alto funcionário russo é responsável por referendos 'falsos' na Ucrânia

Os Estados Unidos disseram nesta terça-feira (30) que um alto funcionário russo é o encarregado de supervisionar referendos "falsos" destinados a anexar partes da Ucrânia, e alertaram novamente para a possibilidade das votações acontecerem em breve.

Sergei Kiriyenko, que é o chefe de política interna do presidente Vladimir Putin e serviu como primeiro-ministro do líder pós-comunista Boris Yeltsin, supervisiona os esforços nos territórios "antes de sua tentativa de incorporação à Rússia, que seria ilegal se concluída". disse o porta-voz do Departamento de Estado, Vedant Patel.

Um alto funcionário da Casa Branca disse em 24 de agosto que os referendos em regiões da Ucrânia sob controle russo poderiam começar "em questões de dias".

Patel disse que os referendos "podem ocorrer nas próximas semanas, mas os Estados Unidos e a comunidade internacional sabem a simples verdade de que toda a Ucrânia é e sempre será Ucrânia".

"Os falsos referendos tentarão dar um ar de legitimidade a uma descarada apropriação de terras que violaria a Constituição ucraniana e o direito internacional", declarou a jornalistas.

Os Estados Unidos dizem que a Rússia está preparando referendos em partes do leste da Ucrânia, incluindo a segunda maior cidade do país, Kharkiv, como parte da guerra de seis meses que inicialmente visava derrubar o governo em Kiev.

A Rússia organizou um polêmico referendo em 2014 na Crimeia como parte de um esforço de anexação, após as forças russas tomarem à força a península da Ucrânia.

sct/wd/atm/ag/am