EUA diz que talibãs descumprem promessa de permitir acesso de afegãos a aeroporto

·2 minuto de leitura
A vice-secretária de Estado dos EUA, Wendy Sherman, fala sobre a situação no Afeganistão no Departamento de Estado em Washington, DC, em 18 de agosto de 2021

O governo dos Estados Unidos está pressionando o talibãs para permitir que os afegãos deixem o país através do aeroporto controlado pelas forças americanas, como prometeram mas não estão cumprindo, disse a subsecretária de Estado, Wendy Sherman, nesta quarta-feira (18).

"Há relatos de que os talibãs, ao contrário de suas declarações públicas e seus compromissos com nosso governo, estão impedindo que afegãos que querem deixar o país cheguem ao aeroporto", disse Sherman a jornalistas.

Diplomatas americanos em Doha e oficiais militares em Cabul "estão entrando em contato diretamente com os talibãs para deixar claro que esperamos que eles permitam que todos os cidadãos dos EUA, todos os nacionais de países terceiros e todos os afegãos que desejam partir o façam de alguma forma, em segurança e sem assédio", acrescentou a subsecretária de Estado.

Já o chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, general Mark Milley, disse que os talibãs estão permitindo que cidadãos americanos cheguem ao aeroporto de Cabul para deixar o país.

"Os talibãs estão facilitando a passagem segura ao aeroporto para os cidadãos americanos. São aqueles que têm passaportes americanos", disse ele em outra entrevista coletiva.

Forças militares dos EUA foram mobilizadas no aeroporto de Cabul para transportar cidadãos e pessoas que temem retaliação dos talibãs após a queda do governo afegão no fim de semana.

A tomada do poder em Cabul pelos fundamentalistas islâmicos ocorreu quando o presidente dos EUA, Joe Biden, ordenou que a retirada das tropas americanas fosse concluída em 31 de agosto, após duas décadas de intervenção, acreditando que o exército afegão treinado pelos EUA estava pronto para resistir ao Talibã.

"Não houve nada que eu ou qualquer outra pessoa tenha visto que indicasse um colapso deste exército e deste governo em 11 dias", disse Milley.

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, disse nesta quarta-feira que as forças dos EUA evacuarão o maior número possível de pessoas do aeroporto de Cabul.

"Vamos evacuar o máximo de pessoas que pudermos (...) e realizaremos esse processo pelo maior tempo possível", disse Austin em seu primeiro discurso público após a tomada de Cabul.

Austin afirmou que soldados em campo falaram com combatentes do talibã para "reforçar que as pessoas que estão tentando chegar ao aeroporto e têm as credenciais adequadas devem passar agora mesmo".

sct/st/ad/lda/jc/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos