EUA dizem que indivíduo com visto oficial e que não está mais em serviço oficial deve sair ou buscar novo status

Presidente Jair Bolsonaro

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Estado dos Estados Unidos disse nesta segunda-feira que cabe a um indivíduo que entrou nos Estados Unidos com o chamado visto "A", reservado para diplomatas e chefes de Estado, deixar o país em 30 dias ou solicitar uma mudança de status de imigração caso não esteja mais envolvido em assuntos oficiais.

O ex-presidente Jair Bolsonaro voou para a Flórida dois dias antes de seu mandato terminar em 1º de janeiro, antes que seus apoiadores invadissem e depredassem as sedes dos Três Poderes em Brasília no domingo, e acredita-se que ele tenha obtido tal visto.

O porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, disse em uma coletiva de imprensa que não poderia comentar sobre a situação do visto de um indivíduo, mas falou em geral sobre as regras de visto.

"Se um indivíduo não tem motivo para estar nos Estados Unidos, ele está sujeito a remoção pelo Departamento de Segurança Interna", disse Price.

(Reportagem de Humeyra Pamuk e Simon Lewis)