EUA dizem que maioria dos ataques da Rússia na Síria atinge rebeldes moderados

WASHINGTON (Reuters) - Entre 85 e 90 por cento dos ataques da Rússia na Síria atingiram a oposição moderada, disse a principal diplomata norte-americana para o Oriente Médio a um comitê do Congresso dos Estados Unidos nesta quarta-feira. A Rússia intensificou seu apoio militar à luta do presidente sírio, Bashar al-Assad, contra rebeldes na guerra civil de quatro anos e meio da Síria, iniciando ataques aéreos no mês passado que afirma também terem visado o grupo militante Estado Islâmico. “Moscou tentou cinicamente afirmar que seus ataques se concentram nos terroristas, mas até agora de 85 a 90 por cento dos ataques sírios atingiram a oposição moderada da Síria”, afirmou a secretária de Estado Assistente para Assuntos do Oriente Próximo, Anne Patterson, aos parlamentares. Testemunhando ao seu lado, a principal diplomata norte-americana para a Europa, Victoria Nuland, declarou que a Rússia também começou a mobilizar efetivos terrestres, como artilharia, em áreas onde forças de Assad perderam terreno para os opositores moderados. “A Rússia está utilizando sua própria artilharia e outros recursos terrestres ao redor (das cidades) de Hama e Homs, aumentando muito a vulnerabilidade dos próprias soldados da Rússia a um contra-ataque”, disse a secretária de Estado Assistente para Assuntos da Europa e da Eurásia. (Por Arshad Mohammed e Patricia Zengerle)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos