EUA dizem que processo de saída da Venezuela da OEA leva 2 anos

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos expressaram nesta quinta-feira preocupação com um plano da Venezuela de se retirar da Organização dos Estados Americanos (OEA), mas disseram que a saída é um processo de dois anos, período em que o atual mandato do presidente Nicolás Maduro terá expirado.

"A declaração da ministra das Relações Exteriores não tem um efeito prático ou imediato porque a retirada da OEA exige até dois anos em termos de processo e, neste caso, terminaria depois do fim do mandato do presidente Maduro", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

O porta-voz acrescentou: "Nós gostaríamos de vê-los permanecer na OEA, mas somente se eles obedecerem às normas da OEA."

A Venezuela informou na quarta-feira que vai se retirar da OEA, em resposta ao que chamou de uma campanha apoiada pelos Estados Unidos contra o Partido Socialista, disse a chanceler Delcy Rodríguez. [nL1N1HY2MA]

(Reportagem de Lesley Wroughton)